Espanhola!

Quando te vi a primeira vez, espanhola!
Teu vestido vermelho rodado de corte ousado!
Baila; castanholas nas mãos! Baila espanhola!
Cintura delgada, roda, que roda espanhola...

Espanhola, castanholas; bate seu pé no tablado!
Que linda toda em vermelho de jeito cigano!
Espanhola cigana, tão bela era em seu dançar!
Luar prata descobre e cria meandros de sombras

Os acordes tão quentes, som inebria e contagia!
Magia! Dança espanhola e suas castanholas!
Dança e contagia sua magia espanhola cigana

O tablado seu leque face rosada dança que dança!
Somente tu espanhola para ter tal dançar
Eu, feito criança desejando, sonhando, espanhola!



Angylus Masximillian Nurki Brutus (Anjo Azul)

Nenhum comentário:

Postar um comentário