Alma Cigana

O toque de um violino me chama... 

Sou uma Cigana
As cartas quero abrir e sua sorte ver... 

Sou uma Cigana
Quero dançar até que canse... 

Sou uma Cigana
Quero amar até que não queira mais... 

Sou uma Cigana
Quero rir até não poder mais a tristeza ver... 

Sou uma Cigana
Quero a liberdade entre mim e você... 

Sou uma Cigana
Quero na fogueira ver as chamas vibrarem com alegria...

Sou uma Cigana
Sentir o gosto do vinho que entra em minha garganta... 

Sou uma Cigana
Quero beijar-te para sentir o gosto deste vinho em meus lábios... 

Sou uma Cigana
O som das minhas castanholas vibra em meu coração... 

Sou uma Cigana
Amor para mim é vida... 

Sou uma Cigana
A vida para mim é amar a tudo e a todos... 

Sou uma Cigana
Quer que te responda algo?
Abrirei minhas cartas para ti... 

Sou uma Cigana
Mas se sentiu o gosto do vinho em meus lábios...
E comigo dançou envolta da fogueira...
Meu leque te enfeitiçou...
Minhas castanholas te hipnotizou...
Desculpe-me Amado, mas esta é a magia Cigana que procurava.
Nunca se esqueça de que Sou uma Cigana, despi minha alma para ti.
Conheceu-me como Sou, mas deve uma coisa aprender...
Nunca me peças que te conte de onde venho e para onde vou.
Pois como te disse e não esqueças jamais...
Sou eternamente uma Cigana!!!


Carmen SS 12/12/2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário